No Rio Grande do Sul, Suplicy admite ser candidato a prefeito de São Paulo | ZERO HORA Notícia postada em 30.07.2019
Aos 78 anos, vereador petista está colhendo depoimentos para livro sobre seus 24 anos no Senado 

O vereador paulistano Eduardo Suplicy (PT), 78 anos, afirmou à coluna nesta segunda-feira (29) que pode ser o candidato do partido à prefeitura de São Paulo no ano que vem. Fernando Haddad, que disputou a Presidência da República em 2018, vem afirmando que não pretende participar da eleição municipal de 2020 e que prefere ter atuação nacional. 

— Está tudo em aberto ainda. Muita gente na rua me pergunta se serei candidato a prefeito, outros perguntam se serei candidato a vereador. Estou disposto para as duas coisas. Há muitos nomes no PT com possibilidade — disse Suplicy, que tentou ser senador novamente no ano passado, mas não se elegeu.

O petista está no Rio Grande do Sul recolhendo depoimentos para publicar no livro que está escrevendo sobre sua trajetória no Senado. Nesta segunda-feira, se encontrou com o senador Paulo Paim (PT), em Canoas. Além de Paim, Suplicy tem reuniões marcadas com Pedro Simon (MDB), Olívio Dutra (PT) e Tarso Genro (PT). 

— A razão de eu estar escrevendo um livro sobre os 24 anos no Senado é para recordar os momentos de afinidade tão forte que tive com cada uma dessas quatro pessoas. — São pessoas que defendem o ponto de vista ético, a defesa da transparência, correção. Pessoas que têm seriedade. Nossa afinidade é pela luta pela democracia — sustenta.

O livro ainda não tem data para ser lançado, mas Suplicy conta que pretende terminar de escrevê-lo ainda neste ano. Na publicação, ele vai lembrar que, com Pedro Simon, participou da CPI do PC Farias, do impeachment de Fernando Collor, dos Anões do Orçamento. Com Paulo Paim, Suplicy relembra a luta pela aprovação da renda mínima, pela valorização do salário mínimo e por ações afirmativas em favor dos negros.

Imagem Lutiana Mott
Coluna Rosane Oliveira - ZERO HORA
Compartilhe nas redes sociais: