Como Paim recebeu os novatos no Senado - via: gauchazh Notícia postada em 18.02.2019
Senador gaúcho não conhecia nenhum dos novos senadores eleitos em 2018, mas diz que os acolheu assim que viraram colegas

Há 16 anos no Senado, Paulo Paim (PT, na foto principal, de costas) era um dos poucos que estavam no plenário do Senado nesta sexta-feira (15). Em sua fala, defendeu o ressarcimento da União aos Estados relacionado às perdas de ICMS pela Lei Kandir, mesma posição do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). 

Paim não conhecia nenhum dos novos senadores eleitos em 2018, mas diz que os acolheu assim que viraram colegas. Um deles é o ex-apresentador de TV Jorge Kajuru (PSB-GO), que também estava na Casa na véspera do fim de semana. 

O jornalista cumprimentou Paim após sua fala sobre a Lei Kandir. 

– Neste primeiro momento, está sendo uma relação de muito respeito e a convivência fica restrita ao plenário e às comissões – diz o senador gaúcho. 

Mesmo com o Congresso renovado, a aposta de Paim é de que a reforma da Previdência, como foi divulgada na semana, com idade mínima de 65 para homens e 62 para mulheres, não será aprovada. Embora tenha frisado que o texto ainda não chegou à Casa, ele afirma que deputados e senadores tentarão modificar partes do projeto. 

Paim reconhece, porém, que o início do mandato, devido à popularidade do novo governo, facilita a aprovação da reforma.

FONTE: gauchazh
Compartilhe nas redes sociais: