Paim pede justiça rigorosa para assassinato de vereadora no Rio Notícia postada em 15.03.2018


O senador Paulo Paim (PT-RS) lamentou o fato de haver extermínio de mulheres no Brasil numa época em que o mundo clama pelo empoderamento feminino. No Plenário, nesta quinta-feira (15), ele afirmou que o país pede por justiça imediata e rigorosa para que o assassinato da vereadora carioca Marielle Franco não entre nas estatísticas da impunidade. Paim lembrou que, entre março de 2016 e março de 2017, foram registrados no país oito casos por dia de feminicídio.

O parlamentar destacou ainda que Marielle tinha assumido há duas semanas a relatoria de uma comissão criada na Câmara de Vereadores do Rio de janeiro para acompanhar a intervenção federal na segurança pública no estado. Segundo Paim, a parlamentar chegou a denunciar em suas redes sociais, no fim de semana, uma ação de policiais militares na favela de Acari.

-  O Brasil amanheceu, mais uma vez, com o gosto do sal da morte nos dentes. É o estalo de osso sendo quebrado. É uma realidade que, há décadas e décadas, pinga de sangue a geografia do nosso País -afirmou.

Agência Senado 
Compartilhe nas redes sociais: