Rodas da Paz pede audiência pública para discutir mobilidade urbana Notícia postada em 07.11.2017


O senador Paulo Paim (PT-RS) recebeu nesta terça-feira (07), o coordenador geral do Rodas da Paz, Bruno Leite e Helder Gondim, pai do ciclista Raul Aragão, de 23 anos que morreu atropelado no dia 21 de outubro, na Asa Norte, em Brasília. 

A ONG Rodas da Paz pretende discutir em audiência pública, marcada para fevereiro de 2018, políticas públicas de segurança no trânsito e mobilidade urbana com o objetivo de conscientizar motoristas, pedestres e ciclistas da importância de obedecer às leis de trânsito e principalmente o convívio pacífico entre os diferentes modos de se locomover.

A ONG protocolou um pedido de acompanhamento ao Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) do inquérito policial para assumir o caso. O documento foi entregue pelos pais, amigos e representantes da ONG no órgão nesta segunda-feira (06). No documento, a ONG alega que, após 15 dias do falecimento de Raul, o motorista do carro que atropelou o rapaz, identificado como Johann Homonnai, 18, não havia sido chamado para prestar depoimento na delegacia. 

Sobre a Rodas da Paz
A Rodas da Paz é uma Associação civil, de caráter social, não político-partidária e sem fins lucrativos, com finalidade de promover ações para a conscientização em prol de um trânsito seguro para todos, valorizando o convívio harmônico e respeitoso entre os diferentes modais de transporte, com especial atenção para o usuário da bicicleta, de forma a garantir o direito à mobilidade plural como direito e opção da cidadania, com segurança, qualidade e efetividade, independentemente do meio de locomoção. 

Compartilhe nas redes sociais: