Solidariedade as crianças presas em caverna na Tailândia

04.07.2018

Senador Paulo Paim (PT/RS)
paulopaim@senador.leg.br

Senhor Presidente,
Senhoras e Senhores Senadores. 

Todos nós estamos torcendo para que as 12 crianças e seu jovem treinador, presos há 11 dias em uma caverna na Tailândia, sejam resgatados o mais rápido possível. 

É uma situação que emociona a todos. Por isso, minha solidariedade a eles, seus familiares e amigos. 

Senhor Presidente,

Respeitosamente, eu quero levantar uma questão aqui...

Há toda uma simbologia nessa situação que está acontecendo com essas 12 crianças lá na Tailândia e que tem a haver com milhões de crianças no mundo.   

Hoje, há 800 milhões de pessoas sem comida ao redor do mundo, sendo que uma em cada quatro (200 milhões) é uma criança com menos de 5 anos de idade. 

Os dados são do relatório "A Súplica pela Fome", da Oxfam — confederação que atua em mais de 100 países na busca de soluções para o problema da pobreza e da injustiça. 

Os países que mais sofrem de desnutrição são aqueles envolvidos em confrontos armados. 

Conforme a UNICEF, 22 milhões de crianças passam fome e 1,4 milhão está em risco iminente de morte no nordeste da Nigéria, Somália, Sudão do Sul e Iêmen devido à desnutrição aguda. 

Grande parte delas estão fora da escola, doentes e vivem como vítimas de deslocamento forçado.

No Brasil, conforme a Fundação Abrinq, dentre a população brasileira de zero a 14 anos, 40,2% se encontra em situação de pobreza. O percentual corresponde a mais de 17,3 milhões de jovens pobres no Brasil. 

Essa pesquisa tem como base o Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

As regiões Norte e Nordeste concentram os maiores índices de crianças e adolescentes em situação de pobreza, com 54% e 60,6% de jovens nessa condição, respectivamente. 

Percentuais menores aparecem nas regiões Sudeste (27,8%), Centro-Oeste (28,4%) e Sul (23,1%). 

São consideradas pobres as famílias com renda de até meio salário mínimo per capita. 

Senhoras e Senhores,

Há milhões de crianças e jovens em todo mundo que vivem em cavernas... da fome, da miséria, da subnutrição, das doenças, das guerras.

No Brasil não é diferente.... Repito: fome, miséria, subnutrição, tráfico de drogas.  Nós não estamos fazendo o dever de casa. Que país é este que não cuida da sua juventude, das suas crianças? 

Era o que tinha a dizer,
Sala das Sessões, 04 de julho de 2018.
Senador Paulo Paim.
Compartilhe nas redes sociais: